.

E, NUM DIA CINZA



ou quem somos

Esses dias me botam pra baixo, Eu sei, Sabe, será que sabe mesmo, Acho que sim, amor..., Nossa quanto tempo faz, quanto tempo, Quanto tempo o quê, Que não me vem de amor..., me chamar assim, nossa, séculos, nem nas guerras, nem nas pazes, nem nos mares, parece que me vejo perdida num deserto e num deserto de mim, de mim mesma, sem meu eu, seu um eu para encher-me até a tampa, mesmo não havendo tampa, Como não há tampa, eu sou a tampa, É, quem sabe, pode ser, Pode ser, como assim, o que foi, Nada lindo, esquece, acho que é o tempo, esse céu cinza, esse lar escuro, com cheiro de mofo, tão vazio de cor e cheio de sombras largas e profundas, as vezes parece que me afogo nelas, que me perco dentro de um mar de escuridão, Sou um ponto de luz nessa hora, É, pode ser, mas distante, entende, Nossa, vive acabando com minha poesia, Por que nem tudo é literatura, Nossa eu sei, como você pode, nossa... Nossa... como posso, como posso erguer-me de manhã e olhar o céu, um céu como esse olhe, vê..., entende, Sim, está feio mesmo, Nossa demais, parece que as corres escoaram durante a noite e foram ralo abaixo em algum rio poluído da humanidade, Nossa como você fala bonito, Bonito, É profundo, sei lá, parece que filosofa tudo, que tudo há porquês? acho tão bonito, tão bom te ouvir, você me inspira, Inspirar, sei lá, parece tudo tão perdido, não aguento ver o dia assim, Assim como, Morto, Morto, É morto, fenecido, estiolado, como se uma foice tivesse rasgado a barriga da vida e sugado toda a essência da humanidade, olhe as pessoas, olhe as pessoas, O que tem as pessoas, Olhe para as vestes, olhe o que cobre seus corpos, olhe tudo tão antigo, com cheiro de naftalina ou gosto do guardado, guarda-chuvas, sobretudos, tudo tão escondido, Pronto, Pronto o que amor, A energia voltou, Graças a Deus... a novela.

(Texto Completo)


Livro: Cantos do Cotidiano - 2012
Autor: Flávio Mello


0 comentários to "E, NUM DIA CINZA"

Postar um comentário

Lembre-se o que você lê aqui é real apenas no mundo da ficção.
Seja humano e trate a Arte com humanidade.



01/03/2017
Em Julho de 2017 No Congresso de Ciências da Religião, promovido pela Puc, Flávio Mello lançará sua Dissertação de Mestrado em livro, o pré-lançamento se dará no decorrer do Congresso em Minas Gerais - BH, depois em outras cidades. Lançamento oficial em São Paulo. em breve maiores informações.

01/03/2017
Leve o Escritor, Palestrante e Professor Flávio Mello para sua cidade, Universidade, Escola ou Espaços Culturais - o autor tem em seu repertório inúmeras palestras e bate-papos sobre Educação, Literatura e Arte. saiba mais pelo blog

Para ler / ver

.

.

Web hosting for webmasters